Arquivo | Lar Maria Droste RSS feed for this section

46. CARNIDE: COMUNICAÇÃO DA II VISITA COM O GRUPO DE AMIGOS DO MUSEU DAS COMUNICAÇÕES – post 2

26 Jun

Os seguintes equipamentos têm sido responsáveis por uma regular afluência a Carnide.

Transportes e comunicações

Até ao séc. XIX, as deslocações de e para Carnide faziam-se com os meios então disponíveis: Em carruagens de tração animal, em montado e a pé. O séc. XX pôde contar, primeiro com o Elétrico e posteriormente, com os autocarros da Companhia Carris de Ferro de Lisboa. Em meu entender, uma das principais razões que explicam a longa tradição de culto, festividades e feiras da Luz é exatamente as confluência de Estradas e Azinhagas que fizeram de Carnide e da Luz um lugar especial com equipamentos religiosos, desportivos, associativos, de festividades e de restauração.

Elétrico histórico

O Elétrico Nº 13 foi, desde abril de 1929 e até 1960, o transporte popular da baixa de Lisboa (Restauradores) até Carnide, passando pela Av. da Liberdade, Praça Marquês de Pombal, Av. Fontes Pereira de Melo, até à Av. António Augusto de Aguiar, seguindo por esta até à Praça de Espanha, atual Rua Prof. Lima Basto (ex. troço da Estrada de Benfica), Sete Rios, Estrada das Laranjeiras, Estrada da Luz, Largo da Luz (já em Carnide), Rua da Fonte, Largo da Praça, Igreja de São Lourenço, Rua Neves Costa (Largo do Coreto). V. imagem do Elétrico aqui: -» http://tlimtlimxabregas.blogs.sapo.pt/11394.html?view=53378#t53378

Metropolitano

A linha azul do Metropolitano faz o percurso desde Santa Apolónia, Terreiro do Paço, Baixa-Chiado, Restauradores, Avenida, Marquês de Pombal, Parque, São Sebastião, Praça de Espanha, Jardim Zoológico, Laranjeiras, Alto dos Moinhos, Colégio Militar [Carnide Sul], Carnide [Poente], Pontinha, Alfornelos e Amadora.

As decorações das duas estações de Metropolitano que servem esta freguesia: “Carnide” e “Colégio Militar/Luz” apresentam azulejaria decorativa. Este tipo de arte também se encontra em antigas quintas, nomeadamente na Quinta dos Azulejos (situada na Rua do Norte), Confraria de São Vicente de Paulo (Ex Convento de Santa Teresa e de Santo Alberto) e na Quinta do Monte Alegre (Tv. da Luz / Est. da Luz) atualmente Lar Maria Droste / Irmãs de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor (1).

A temática da decoração da estação “Colégio Militar/Luz” assenta na repetição de letras, pequenas figuras, humanas e geométricas, simbolizando, possivelmente, a cultura das humanidades, científica e técnica no ex-Convento do Carmo de Carnide, Academia Miltar, Seminário dos Franciscanos, Instituto Superior de Estudos Teológicos e Externato da Luz, entre outros equipamentos que tiveram e/ou têm ainda sede em Carnide.

fazem parte da decoração: espigas e flores, losangos, quadrados, triângulos, pontos, ampulhetas, plantas e paletas de cores evocando uma certa modernidade. Esta intervenção plástica é de Manuel Cargaleiro (2).

Principais carreiras que servem a Luz-Carnide

  Carreira nº 726: Sapadores, R. Forno Tijolo. Pç. Novas Nações. Av. Almirante Reis / R. Angola, R. Passos Manuel, Jardim Constantino, Estefânia, Arco Cego, Av. Miguel Bombarda, Av. Visconde Valmor, Av. Berna (Rego), Pç. Espanha / Av. Berna, Av. Madame Curie, R. António Granjo, Estação Sete Rios, Estr. Laranjeiras, Laranjeiras (Metro), Estr. Luz (Loja Cidadão), B.º S. João, Estr. Luz, R. Soeiros, Colégio Militar, Lg. Luz, Carnide (Metro), Estação Pontinha, Pontinha (Metro), R. Sto. Eloy, Pontinha Centro.

Carreira nº 767: Campo dos Mártires da Pátria, Campo Santana, Gomes Freire, Hosp. Estefânia, Estefânia, Arco Cego, Av. Rovisco Pais, Av. Manuel da Maia, INE, Pç. de Londres, Av. de Roma (Piscina). B.º S. Miguel / Av. Roma, Av. E. U. A., Esc. D. Leonor. Pç. Alvalade (Esc. Eugénio Santos), Hosp. Júlio de Matos, Campo Grande / Av. Brasil, Campo Grande Norte, Campo Grande (Metro), Inst. Ricardo Jorge. R. Prof. Fernando da Fonseca, R. Prof. Francisco Gentil (Metro), Telheiras, Esc. Sec. Telheiras, R. Fernando Namora, Esc. Sec. Carnide, Lg. Luz, Igreja de Carnide, Qta. da Luz, Colégio Militar (Metro), Calhariz, Esc. Pedro de Santarém, Av. Uruguai, Qta. Granja / Av. Uruguai, Estr. Arneiros, Charquinho, Cemitério de Benfica, R. João Ortigão Ramos, R. Pedralvas, Estr. Benfica,. Portas de Benfica, Damaia / R. Dr. Francisco de Almeida, Estação Damaia, R. D. Maria II.

Carreira nº 768: Qta do Olival, Vale do Forno, Cemitério de Carnide, Rua do Rio Tejo, Serra da Luz, Estr. Militar (Escorpiões), Mal Penteada, Pontinha, Pontinha (Metro), Carnide (Metro), Carnide, Lg. Luz, Colégio Militar, Estr. Luz / R. Soeiro, R. J. João Freitas Branco, Alto dos Moinhos (Metro), S. Domingos Benfica, B.º Novo, R. Duarte Galvão, Estr. Benfica (Furnas), Sete Rios, Palma, Universidade Católica, Hosp. Sta. Maria, Cantina da Universidade, Cidade Universitária.

Notas:

(1)Maria Droste zu Vischering) ou Maria do Divino Coração (Münster, 1863 – Porto, 1899) foi Madre Superiora do Convento do Porto, hoje Congregação de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor. O Papa Leão III da Rerum Novarum (1891), defensor dos trabalhadores e recomendador da Democracia acedeu ao pedido da Madre Superiora para a consagração do Mundo.  As Irmãs do Bom Pastor tiveram e têm um papel relevante na educação e assistência social, sendo a Casa de Carnide/Luz de Lisboa um exemplo de educação e integração de jovens em risco.

(2)Manuel Cargaleiro é natural do concelho de Vila Velha de Ródão. Cedo veio para o concelho de Almada, em cujo Município se estabeleceu e foi Vereador no pós 25 de Abril. Ceramista e pintor a óleo e a guache. Com obra em diversos museus em Portugal, Brasil, Bélgica, E.U.A., França, Itália, Japão e Suíça. Distinguido em 1954 com o prémio Sebastião de Almeida. Lecionou na Escola de Artes Decorativas António Arroio. Em França tem trabalhos, entre outros, na decoração da Estação do Metro Champs-Elysées, onde se nota o estilo semelhante ao da Estação do Colégio Militar/Luz com elementos de losangos, quadrados, triângulos, pontos, ampulhetas, plantas… Distinguido, entre outras Organizações, pelos Municípios de Almada e Castelo Branco e também pela Presidência da República em 1982 e 1988, bem como pela APOM – Associação Portuguesa de Museologia com o Prémio Projecto Internacional Museus/Fundações Manuel Cargaleiro.

Fontes:

-ANCIÃES, Alfredo Ramos – Alma e Luz de Carnide. Lisboa: Apenas Livros, 2013

Em linha acedidas em 16.6.2015

ANCIÃES, Alfredo Ramos – 35. Comunicação da II visita a Carnide Terra da Tentação Luz e Remissão – post 1 in http://museologiaporto.ning.com/profiles/blogs/35-comunica-o-da-2-visita-a-carnide-passo-i

MARQUES, Henrique – Percurso do Elétrico nº 13 Restauradores … Carnide in http://tlimtlimxabregas.blogs.sapo.pt/11394.html?view=53378#t53378

-Manuel Cargaleiro in http://pt.wikipedia.org/wiki/Manuel_Cargaleiro

-Maria do Divino Coração ou Maria Droste in http://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_do_Divino_Cora%C3%A7%C3%A3o

Obs.: Este documento sobre a II visita continua em próximo post 3